As estatinas como anti‐dislipidémicos hoje e como anti‐inflamatórios amanhã

DSpace/Manakin Repository

As estatinas como anti‐dislipidémicos hoje e como anti‐inflamatórios amanhã

Show full item record

Title: As estatinas como anti‐dislipidémicos hoje e como anti‐inflamatórios amanhã
Author: Silva, Susana Marques da
Abstract: O colesterol foi isolado pela primeira vez, em 1784 e desde então tem-se realizado várias pesquisas, estudos e ensaios relacionados com o colesterol. Esta molécula tão importante no organismo humano é o principal factor responsável pela formação da placa aterosclerótica. Com a descoberta das estatinas e a sua posterior comercialização, houve uma melhoria significativa em relação à morbilidade e à mortalidade por doenças cardiovasculares. Apesar de serem largamente utilizadas para reduzir os níveis de colesterol LDL, as estatinas também apresentam efeitos pleiotrópicos, ou seja, efeitos independentes do seu efeito na síntese do colesterol. Apesar de haver vários estudos realizados sobre estes efeitos e de já serem conhecidos vários mecanismos pelos quais eles actuam, ainda há perguntas que precisam de resposta. Assim é necessário continuar os estudos sobre os efeitos pleiotrópicos das estatinas. Ao longo deste trabalho vai ser dada resposta a duas perguntas essenciais. Em primeiro lugar, o que justifica o papel fundamental das estatinas na terapêutica actual? E por último, que outras situações clínicas poderão as estatinas ajudar a resolver ou melhorar?Since cholesterol was isolated for the first time, in 1784, that various researches, studies and trials have been made, related with it. This molecule so important in the human organism, is the main factor responsible for the formation of the atherosclerotic plaque. Since statins were discovered and commercialized, there has been an improvement in morbidity and mortality in patients with cardiovascular diseases. Besides they are widely used to decrease the levels of LDL cholesterol, statins also have pleiotropic effects, that is, effects independent of their action on cholesterol synthesis. Besides the great number of studies done about these effects and some mechanisms of action are already known, there are still questions that need to be answered. So, it is necessary to continue the studies about the pleiotropic effects of statins. With this work we will answer to two questions. First, what justifies the fundamental role of statins in today’s therapy? And last, what other clinical situations statins can solve or improve?
Description: Orientação : Patrícia Marques
URI: http://hdl.handle.net/10437/3284
Date: 2013


Files in this item

Files Size Format View
tese_final.pdf 751.6Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account