Incidência de lesões locomotoras no cavalo, diagnosticadas por raio-x

DSpace/Manakin Repository

Incidência de lesões locomotoras no cavalo, diagnosticadas por raio-x

Show full item record

Title: Incidência de lesões locomotoras no cavalo, diagnosticadas por raio-x
Author: Costa, Maria Horta e Costa Gomes da
Abstract: Na medicina equina, os problemas locomotores estão na origem da maioria das consultas veterinárias, provocando uma enorme preocupação para os proprietários e equitadores e exigindo um grande conhecimento por parte do veterinário. Assim, não são demais os estudos realizados nesta área, que permitem auxiliar os médicos veterinários sempre que se deparam com este tipo de problemas. Uma das ferramentas fundamentais para o diagnóstico das lesões ósseas e articulares nos membros é o raio-X. Desde que este foi tornado portátil, passou a ser um enorme aliado do veterinário, permitindo diagnósticos mais facilitados e imediatos no terreno. O objectivo da presente dissertação, para além de rever a bibliografia descrita acerca da incidência de lesões locomotoras, é também contribuir para a caracterização das lesões mais frequentes na medicina equina na população estudada que envolvam as estruturas óssea e articular dos membros do cavalo. As lesões locomotoras descritas no estudo, foram determinadas após uma observação rigorosa aos diferentes raios-X de 95 cavalos e os dados recolhidos foram tratados através de uma análise estatística utilizando o programa «SPSS®». Existe uma maior incidência de lesões nos membros anteriores quando comparado com os membros posteriores. Tanto o membro anterior direito, como o membro posterior direito são igualmente mais afectados do que os membros esquerdos, havendo também uma elevada distribuição das lesões em ambos os membros anteriores em simultâneo. No membro anterior, a lesão mais frequentemente diagnosticada é a osteoartrite, sendo a luxação uma das lesões menos encontradas. Para o membro posterior, é o esparvão que mais se diagnostica, contrastando com o síndrome podotroclear, que tem uma prevalência baixa. No membro anterior, a 3ª falange é uma das regiões mais afectadas, sendo a ulna uma das regiões menos afectadas. No membro posterior, é a região do curvilhão que representa um dos locais mais propícios a lesão, enquanto a 2ª falange é uma das regiões onde menos frequentemente se diagnosticam lesões no cavalo. Os resultados encontrados estão de acordo com a bibliografia descrita e sugerem a importância da continuidade deste tipo de estudos, nomeadamente abrangendo outras variáveis como a raça, a idade e o tipo de utilização do cavalo e, ainda, a utilização de outros métodos imagiológicos.In equine medicine the majority of the veterinary consultations are due to mobility problems which result in great concern for both owners and riders, who rely on the veterinarian’s knowledge to address these issues. Therefore, continuous studies in this area are essential to the scientific community. The radiographic exam is a fundamental tool for the diagnosis of bone and joint injuries in the limbs. Since this technique became portable, it is an ally to the veterinarian, enabling easier and more immediate diagnostic results in the field. The main goal of the present dissertation besides revising the bibliography available concerning the incidence of locomotor injuries is also to contribute to the characterization of the most frequent lesions in the equine medicine in the studied population which compromise the bone and joint structures of the horse’s limbs. The locomotor lesions described in this paper where determined after a systematic observation at the different 95 horse’s X-rays and the collected data was then treated using statistical analysis program «SPSS®». There is a higher incidence of lesions in the forelimbs when compared with the hindlimbs. The right side of the horse, meaning the right forelimb and the right hindlimb, are equally more affected than the limbs on the left side of the horse, having also a high lesion distribution in both forelimbs simultaneously. Osteoarthritis is the most common lesion diagnosed in the forelimbs while luxation is one of the least found. In the hindlimbs, bone spavin is the most found lesion, counterpointing the navicular syndrome with a low incidence. In the forelimbs, the 3rd phalanx is one of the most affected regions of the horse’s leg, being the ulna one of the least affected. The hock, in the hindlimbs, represents one of the spots with a high incidence of lesions but the second phalanx is one of the regions where lesions, in the hindlimb, in the horse are less diagnosed. The results found match the proposed bibliography and confirm the importance of the further studies namely encompassing other variables like the horse’s breed, age and his usability associated with advanced imaging techniques.
Description: Orientação: Henrique Cruz ; co-orientação: Rita Fonseca
URI: http://hdl.handle.net/10437/3652
Date: 2012


Files in this item

Files Size Format View
Tese.pdf 1.189Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account