Aplicação de sub-produtos da “ginginha” de Óbidos em formulações tópicas: um estudo preliminar

DSpace/Manakin Repository

Aplicação de sub-produtos da “ginginha” de Óbidos em formulações tópicas: um estudo preliminar

Show full item record

Title: Aplicação de sub-produtos da “ginginha” de Óbidos em formulações tópicas: um estudo preliminar;
Application of Óbidos “Ginginha” by-products in topical formulations: a preliminary study
Author: Maurício, Elisabete; Rosado, Catarina; Duarte, Maria Paula; Lanza, Ana M. Díaz
Abstract: Nos últimos anos estudos efectuados com frutos vermelhos têm revelado a sua riqueza em compostos bioactivos,sobretudo devido a presença de compostos polifenólicos. Neste trabalho foram avaliados os sub-produtos da ginja (Prunus cerasus L.) resultantes da indústria do licor de Óbidos, através da determinação do seu conteúdo em compostos fenólicos totais e, em particular, em antocianinas. As amostras de folhagens (pedúnculos e folhas) e de bagaço (película e película+caroço) foram extraídas por maceração através de 2 métodos de extracção diferentes, utilizando o etanol e o metanol como solventes. Na generalidade observaram-se diferenças significativas entre os teores em fenóis totais e antocianinas, quer dos extractos obtidos a partir de diferentes fracções (folhagem ou bagaço), quer dos extractos obtidos a partir da mesma fracção mas utilizando diferentes solventes. Os extractos das folhagens apresentaram valores de fenóis totais mais elevados que os extractos de bagaço. O metanol foi o solvente mais eficaz na extracção dos fenóis totais e das antocianinas para todas as amostras em estudo. Para as amostras de bagaço as amostras sem caroço (amostras de película) foram as que apresentaram valores mais elevados de fenóis totais e de antocianinas. Os resultados obtidos apontam no sentido dos sub-produtos agro-industriais analisados poderem constituir uma promissora fonte de compostos polifenólicos de custo reduzido, com potencial para aplicação em formulações dermocosméticas. Estudos futuros serão efectuados para avaliar o potencial destes resíduos como ingrediente antioxidante.In recent years many studies on cherries have revealed that they are rich sources of bioactive compounds, mainly due to their polyphenolic phytochemicals. In this work, by-products of the sour cherry (Prunus cerasus L.) used in the Óbidos liquor from Portugal, were evaluated by determination of their total phenolic and anthocyanins contents. The mix samples (leaves and stems) and pomace (skins with and without kernels) were extracted by maceration using two different extraction methods with different solvents: ethanol and methanol. Overall, significant differences were observed between all the extracts in relation to the solvent used and anthocyanin and phenol contents. Stem and leaf extracts showed a polyphenol concentration higher than those from pomace. For all samples the total phenolic and anthocyanin contents were higher in methanol extracts than in ethanol extracts showing that methanol was the best solvent. For the pomace extracts the samples without kernels (skin samples) gave the highest values for both parameters. The tested cherry stems and pomace could be regarded as a promising agro-industrial by-product, being a low-cost polyphenols source, with potential to be added in functional cosmetics formulations. Further studies will be conducted to address their potential use as an antioxidant ingredient.
URI: http://hdl.handle.net/10437/4592
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View
application_obidos_ginginha.pdf 1.487Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account