A actuação do enfermeiro como gestor na unidade de terapia intensiva do Hospital Regional do Baixo Amazonas-Santarém-Pará-Brasil : um estudo de caso

DSpace/Manakin Repository

A actuação do enfermeiro como gestor na unidade de terapia intensiva do Hospital Regional do Baixo Amazonas-Santarém-Pará-Brasil : um estudo de caso

Show full item record

Title: A actuação do enfermeiro como gestor na unidade de terapia intensiva do Hospital Regional do Baixo Amazonas-Santarém-Pará-Brasil : um estudo de caso
Author: Miranda, Mónica Karla Vojta
Abstract: Estudo descritivo que teve como objetivo avaliar a atuação do enfermeiro como gestor da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional do Baixo Amazonas Dr. Waldemar Pena – HRBA, o qual obteve o selo de Acreditado em Nível 1 em 2012. Para a obtenção dos dados utilizou-se um questionário elaborado com 10 perguntas subjetivas e aplicado aos enfermeiros gerentes que atuam nas Unidades de Terapia Intensiva e CTI do HRBA. Verificou-se nesse estudo que são indivíduos na faixa etária de 25 a 45 anos, com predominância do gênero feminino, com especialização em áreas diversas da enfermagem. Na atuação no setor de gerência, os enfermeiros estabelecem prioridades, direcionando sua equipe para os atendimentos assistenciais complexos aos pacientes, ficando o trabalho burocrático para ser realizado por último. Os entraves relatados são a insatisfação e o desgaste no exercício da função de gerente da unidade devido ao excesso de funcionários sem experiência em UTI, falta de autonomia, dupla jornada de trabalho, excesso de burocracia entre outras situações que se tornam motivos de estresse. Concluiu-se que a atuação do enfermeiro como gerente se respalda na função assistencial ao paciente através de cuidados diretos e indiretos e na organização dos trabalhos burocráticos na Unidade de Terapia Intensiva.This descriptive study aimed to evaluate the role of the nurse as manager of the Intensive Care Unit of the Regional Hospital of the Lower Amazonas Dr. Waldemar Penalty - HRBA, which obtained the seal on Level 1 Accredited in 2012. To obtain the data we used a questionnaire with 10 questions subjective and applied to nurse managers who work in Intensive Care Units and the CTI HRBA. It was found in this study are individuals aged 25 to 45 years, with a female predominance, with specialization in various areas of nursing. In sector performance management, nurses set priorities, directing his team to the complex care assistance to patients, getting the paperwork to be done last. The barriers are reported dissatisfaction and burnout on the job of manager of the unit due to excess employees without experience in ICU, lack of autonomy, double shifts, excessive bureaucracy among other situations that become due to stress. It was concluded that the role of the nurse as manager if the function supports patient care through direct and indirect care and bureaucratic organization of work in the Intensive Care Unit.
Description: Orientação : Ricardo Figueiredo Pinto ; co-orientação: Carlos Eduardo Capelo Ramos do Rosário
URI: http://hdl.handle.net/10437/4663
Date: 2013


Files in this item

Files Size Format View Description
VERSAO FINAL MONICA MIRANDA.pdf 3.274Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account