Institucionalização : o fim da linha?

DSpace/Manakin Repository

Institucionalização : o fim da linha?

Apresentar o registro completo

Título: Institucionalização : o fim da linha?
Autor: Camejo, Maria Adelaide Moita Fernandes
Resumo: As grandes transformações estruturais na nossa sociedade, económicas, demográficas, sociais e culturais, configuram o envelhecimento como uma valência existencial e social simultaneamente com valor de efeito e de fator. O problema de partida situa-se no facto de o envelhecimento populacional ser um fenómeno social, que tem despoletado a necessidade de criar respostas sociais, não só a pensar nos idosos, mas também a pensar nas suas famílias, que se vêem confrontadas com a impossibilidade de cuidar dos seus elementos mais velhos. A institucionalização em Lar de idosos consubstancia-se numa, das muitas, respostas que hoje servem de solução para alguns idosos e seus familiares. Face ao exposto, a nossa investigação teve como objetivo principal: Identificar e analisar as implicações inerentes à institucionalização da pessoa idosa em Lar, e perceber se esta valoriza no seu discurso as implicações positivas ou as implicações negativas. O método adotado foi o qualitativo e recorremos à entrevista semi-estruturada, como técnica de recolha de dados. Entrevistámos treze idosos que se encontram a residir na valência Lar de duas Instituições Particulares de Solidariedade Social, do concelho de Figueira da Foz . A definição da nossa amostra assentou em critérios estabelecidos à priori, constituindo-se uma amostragem intencional ou de conveniência. As duas dimensões que orientaram as nossas entrevistas pautaram-se pela análise do processo de decisão (motivos e agentes) pela interpretação e análise das implicações do processo de institucionalização, nos vários níveis da vida das pessoas idosas. A partir da análise dos dados denota-se, predominantemente, no discurso dos idosos referência às implicações negativas, no entanto, sobrevalorizam as implicações positivas, elegendo como a principal: o acompanhamento permanente.The major structural changes in our society: economic dislocation, demographic, social and cultural that ageing is both an effect and a factor. The ageing population is a social phenomenon, which has triggered the need to create responses social, not only for the elderly, but also thinking of their families, who are confronted with the impossibility of their elements older. Institutionalizing allowance of elderly represents a, of the many answers today, that serve as a solution for some elderly and their families. Therefore our research is scoped: identify and analyse implications inherent in the institutionalisation of the person elderly allowance, and saw if this value in his speech the implications positive or negative implications. The method adopted was the qualitative and we interview semi-processed structured as data collection. We interview thirteen elderly who are resident in Valencia home two private institutions of social solidarity, the municipality of Figueira da Foz. The definition of our sample were criteria laid down to pre-control, a sampling intentional or convenience. The two dimensions which guided our interviews there by analysis of the decision-making process (reasons and agents) from the interpretation and analysis of the implications of the process of institutionalizing levels of life of elderly people. From the analysis of data show, predominantly in the speech of the elderly references to the negative implications, however, overvalorize the positive implications provided as the primary: the ongoing monitoring.
Descrição: Orientação : José Magalhães
URI: http://hdl.handle.net/10437/5095
Data: 2013


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar
Dissertação.pdf 587.8Kb PDF Visualizar/Abrir

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta