Indisciplina no ensino secundário: perceção dos professores sobre comportamentos indisciplinados na sala de aula

DSpace/Manakin Repository

Indisciplina no ensino secundário: perceção dos professores sobre comportamentos indisciplinados na sala de aula

Apresentar o registro completo

Título: Indisciplina no ensino secundário: perceção dos professores sobre comportamentos indisciplinados na sala de aula
Autor: Pereira, Marta Sofia Silva
Resumo: O presente estudo pretende, fundamentalmente, identificar os comportamentos de indisciplina que professores do Ensino Secundário percecionam como mais frequentes em sala de aula e explorar o impacto das variáveis sexo, anos de experiência e tipo de escola na perceção de indisciplina. 196 professores de todo o país responderam online a um conjunto de inquéritos cujos resultados evidenciam que os comportamentos mais frequentes são “intervir fora de vez”, “desatenção”, “falhar repetidamente entrega de trabalhos”, “brincar/fazer palhaçada”, “chegar atrasado à aula” e “ter atitude passiva”. Para além disso, verificou-se que (embora não predigam a perceção de todos) os anos de experiência predizem um número significativo de comportamentos de indisciplina em sala de aula, ao contrário do que acontece com o sexo e o tipo de escola. Por fim, são ainda apresentadas algumas limitações que se prendem com: a pesquisa bibliográfica, pois a indisciplina é quase sempre indissociada da violência escolar; a amostra, devido ao número reduzido de inquiridos do sexo masculino e de inquiridos com três ou menos anos de experiência, e; o instrumento de recolha de dados, constituído por cinco frequências de avaliação, que poderá ter reforçado a tendência para as altas percentagens na opção central, dificultando a leitura dos dados. This study aims to fundamentally identify disruptive behaviors that High School teachers perceive as more frequent in the classroom and explore the impact of gender, years of experience and type of school in the perception of indiscipline. 196 teachers from across the country responded to a set of online surveys in which results show that the most frequent behaviors are, "intervene out of time", "lack of attention", "fail repeatedly to deliver work", "to play/clown around", "being late for class" and" being passive ". Furthermore, it was found that (although not predict the perception of all) the years of experience predict a significant number of disruptive behaviors in the classroom, unlike what happens with the gender and the type of school. Finally, some limitations are also presented which relate to: a literature search, because the discipline is almost always linked to school violence; the sample due to the small number of male respondents and respondents three years of experience or less and; the instrument of data collection, consisting of five frequent assessment, which may have reinforced the tendency for the high percentages in the central option, making it difficult to read the data.
Descrição: Orientação: Célia Oliveira ; co-orientação: João Lopes
URI: http://hdl.handle.net/10437/5643
Data: 2014


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar
Temporario.pdf 12.34Kb PDF Visualizar/Abrir

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta