A atitude dos alunos em relação à inclusão nas aulas de educação física: as estratégias de cooperação centradas nos objectivos

DSpace/Manakin Repository

A atitude dos alunos em relação à inclusão nas aulas de educação física: as estratégias de cooperação centradas nos objectivos

Show full item record

Title: A atitude dos alunos em relação à inclusão nas aulas de educação física: as estratégias de cooperação centradas nos objectivos
Author: Tenreiro, Bruno Filipe da Silva Lonet
Abstract: A presente investigação intitula-se A atitude dos alunos em relação à inclusão nas aulas de educação física – as estratégias de cooperação centradas nos objectivos, e tem como objectivo analisar a correlação existente entre a utilização de estratégias cooperativas centradas nos objectivos e as crenças comportamentais (favoráveis e desfavoráveis), crenças normativas e crenças de controlo (interno e externo) dos alunos, relativamente à inclusão dos seus pares com deficiência nas aulas de educação física. A recolha de dados foi realizada através de um inquérito que englobava dois questionários, “Escala de competição/cooperação” e “A atitude dos alunos sobre a inclusão dos seus pares com deficiência”, que utilizam uma escala de Likert de seis parâmetros de “1” a “6”. A amostra é constituída por 2094 participantes, distribuídos por doze escolas do concelho de Lisboa, que frequentam desde o 1º ciclo do ensino básico ao ensino secundário. A média de idades situase nos 13,24 anos (±1,9), sendo que 48,7% são do género masculino. Para o tratamento estatístico quantitativo foi utilizado o programa SPSS. Os resultados obtidos apresentam uma correlação significativa moderada entre as estratégias centradas nos objectivos e as crenças comportamentais favoráveis, crenças normativas, crenças de controlo e crenças de controlo interno. No entanto também apresentou uma correlação significativa fraca entre as estratégias centradas nos objectivos e as crenças comportamentais desfavoráveis e crenças de controlo externo. Para a primeira, esta significância é ainda negativa, destacado pela desvalorização dos alunos para comportamentos que desvalorizem ou sejam um entrave à inclusão dos alunos com necessidades educativas especiais nas aulas de educação física. Estes resultados surgem em todas as hipóteses testadas, onde os alunos ditos normais mostram receptividade à cooperação com os alunos com deficiência, visto que os mesmos não são um entrave às suas aprendizagens mas sim uma forma de ganharem competências, tais como, tolerância, ajuda mútua e compreensão das diferentes características de cada indivíduo, estando abertos a alterações curriculares que ajudem a participação de todos os alunos.The following research is entitled Student’s attitude regarding inclusion in Physical Education classes–the goal - centred cooperation strategies , and aims to analyse the existingcorrelation between the use of goal -centred cooperation strategies and the behaviour beliefs(favourable and unfavourable), normative beliefs and control beliefs (inner and outer) of students regarding the inclusion of their disabled peers in Physical Education classes. The data gathering was conducted through two surveys on a 6 - point Likert scale named, “Competition/Cooperation Chart” and “The attitude of students regarding the inclusion of their disabled peers”. The sample is composed of 2094 participants from twelve schools in the Lisbon area, ranging from primary education to secondary. The average age is 13, and 48.7% of the participants are male. For the statistical processing, the SPSS program was used. The results that have been achieved showed a significant moderate correlation between the goal - centred cooperation strategies and favourab le behaviour beliefs, normative beliefs and inner control beliefs. However, it also showed a significant weak correlation between the goal - centred cooperation strategies and unfavourable behaviour beliefs and outer control beliefs. Concerning the unfavoura ble behaviour beliefs, although still seen as negative, the students do reject behaviours that could affect the inclusion of their disabled peers in Physical Education classes. These results appear in every case where normal students show willingness to cooperate with disabled students because they do not see them as a hindrance but rather as a way to learn more about tolerance, mutual help and better understanding of each individual, going as far as being open to change in their curricular activities so that all students could benefit.
Description: Orientação: Francisco Ramos Leitão
URI: http://hdl.handle.net/10437/5898
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View Description
Bruno Tenreiro_ Tese Mestrado.pdf 774.9Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account