A atitude dos alunos em relação à inclusão nas aulas de Educação Física: as estratégias de cooperação centradas na relação

DSpace/Manakin Repository

A atitude dos alunos em relação à inclusão nas aulas de Educação Física: as estratégias de cooperação centradas na relação

Show full item record

Title: A atitude dos alunos em relação à inclusão nas aulas de Educação Física: as estratégias de cooperação centradas na relação
Author: Moreira, Daniel Andrade Santos
Abstract: O presente estudo teve por objectivo investigar se o uso de estratégias cooperativas centradas na relação , se relaciona positivamente com as crenças comportamentais favoráve is e desfavoráveis , com as crenças normativas e com as crenças de controlo interno e externo dos alunos em relação à inclusão dos seus pares com deficiência nas aulas de educação física. A amostra foi constituída por 2094 participantes, alunos do 1º, 2º e 3º ciclo do ensino básico e do ensino secundário de 12 escolas do conc elho de Lisboa. 1074 alunos eram do género masculino e a idade dos inquiridos variou en tre os 9 e os 21 anos de idade. Para recolher os dados foram utilizados dois questionários, “ A atit ude dos alunos sobre a inclusão d os seus pares com deficiência” e “ Escala de Competição/Cooperação” . Os resultados apontaram existir uma correlação significativa entre as estratégias cooperativas centradas na relação e crenças comportamentais favoráveis, c renças comportamentais desfavoráveis, crenças normativas, crenças de controlo interno e crenças de controlo externo, sendo no entanto negativamente nas crenças desfavoráveis. Os resultados também indica m que as estratégias cooperativas centradas na relação são fundamentais para a criação de um trabalho em conjunto e de uma colaboração entre todos o que irá ajudar a incluir todos os alunos numa determinada tarefa. Através dos resultados conclui - se ainda que as crenças comportamentais favoráveis mostram que a inclusão de alunos com deficiência nas turmas é benéfico para todos , assim como, que as crenças comportamentais desfavoráveis mostram que a presença de alunos com necessidades educativas especiais nas turmas não prejudica o clima de aula nem a aprendizage m dos alunos ditos normais . As crenças normativas mostram que os alunos sem deficiência valorizam a presença de alunos com n ecessidades educativas especiais nas suas turmas, ou seja a sua inclusão, sem estes prejudicarem o normal funcionamento das aulas, o que está comprovado nos resultados. Por fim os resultados também indicam que as crenças de controlo interno mostram que os alunos sem deficiência ajudam os alunos com necessidades educativas especiais dentro e fora da escola , mas com valores mais elevados dentro, e que as crenças de controlo externo provam que sempre que necessário deve haver um ajuste no currículo e nas actividades dos alunos com necessidades educativas especiaisThe present study aimed to investigate if the use of cooperative strategies centered on the relationship i s positively related to favorable and unfavorable behavioral beliefs, normative beliefs and with the beliefs of internal and external control of the students, towards inclusion of peers with disabilities in physical education classes. The sample consisted of 2094 participants, students of 1st, 2nd and 3rd cycle of basic education and secondary education in 12 schools in the municipality of Lisbon. 1074 students were male and the age of the respondents ranged between 9 and 21 years old. To collect data two q uestionnaires were used, "The attitude of the students on the inclusion of peers with disabilities" and "Scale Competition / Cooperation". The results/ answers showed there was a significant correlation between cooperative strategies focused on relationshi p and favorable behavioral beliefs, unfavorable behavioral beliefs, normative beliefs, beliefs of internal and external control, despite being negatively in unfavorable beliefs. The results/ answers also indicate that cooperative strategies centered on rel ationships are fundamental to the creation of a joint effort and collaboration of everybody and this will help to include all students in a given task. From th e results it is also concluded that the favorable behavioral beliefs show that the inclusion of s tudents with disabilities in classrooms is beneficial for all, as well as the unfavorable behavioral beliefs show that the presence of students with special needs in classrooms does not affect the climate in the classroom or the learning of so - called norma l students. The normative be liefs show that students without disabilities value the presence of students with special educational needs in their classes, ie their inclusion without harming the normal work of these classes, which is proven in the results. F inally the results also indicate that internal control beliefs show that students without disabilities help students with special educational n eeds within and outside the school, but with higher values within, and external control beliefs prove that whenever necessary there should be an adjustment in the curriculum and activities for students with special educational needs.
Description: Orientação: Francisco Ramos Leitão
URI: http://hdl.handle.net/10437/5899
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View Description
Daniel Moreira.pdf 782.1Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account