A evolução do bem-estar subjetivo e a satisfação com a vida conjugal na gravidez

DSpace/Manakin Repository

A evolução do bem-estar subjetivo e a satisfação com a vida conjugal na gravidez

Show full item record

Title: A evolução do bem-estar subjetivo e a satisfação com a vida conjugal na gravidez
Author: Pedro, Vanessa Raquel Gomes
Abstract: Este estudo teve como objetivo a análise das diferenças ao nível do bem-estar subjetivo e satisfação com a vida conjugal, nomeadamente na sua dimensão satisfação com a vida, entre outras variáveis, nos três trimestres de gestação de uma amostra que contou com a participação de duzentas e quarenta e sete grávidas, cujas respostas foram recolhidas através de um questionário online. Como instrumentos de avaliação foram aplicados a Escala de Satisfação com a Vida, a Escala de Florescimento, a Escala de Experiências Positivas e Negativas (SPANE), a Escala de Felicidade Subjetiva, o ELOT, a POM e a Escala de Avaliação da Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC). Considerando enquanto hipóteses, a influência do trimestre de gestação e das variáveis sociodemográficas, como o facto de a gravidez ter sido ou não planeada, ponderou-se, ainda, sobre a satisfação conjugal, enquanto fatores relevantes no comportamento emocional em situação de gravidez. Os resultados indicaram que o trimestre de gestação, em que as grávidas se encontram, compreende diferentes respostas comportamentais, embora não significativas, sendo que este efeito encontra-se em relação ao planeamento da gravidez. No que respeita a satisfação conjugal, esta apresenta correlações com o sentido esperado em relação às variáveis em estudo. Os resultados valorizaram a importância da tomada de decisão sobre engravidar e das emoções positivas, e correlação destas com a satisfação em áreas da vida conjugal, como determinantes do bem-estar subjetivo, saúde mental e qualidade de vida da mulher grávida.This study aimed to analyze the differences in the subjective well-being and satisfaction in marital life, particularly in its dimension satisfaction with life, among other variables, in the three trimesters of a sample which included the participation of two hundred forty-seven pregnant whose answers were collected through an online questionnaire. As assessment tools were applied the Satisfaction with Life Scale, the Flourishing Scale, the Scale of Positive and Negative Experience (SPANE), the Subjective Happiness Scale, the ELOT, the POM and the Scale of Satisfaction in Areas from the Marital Life (EASAVIC). The hypotheses were the influence of the trimester of pregnancy and sociodemographic variables, such as whether the pregnancy was planned or not, on the emotional behavior in pregnancy situation, and its correlation with the marital satisfaction. The results indicated that trimester of pregnancy, wherein the pregnant are, comprises various behavioral responses, although not significant, being found the significant effect in relation to the planning of pregnancy. Regarding marital satisfaction, this presents correlations with the expected direction in relation to the variables under study. The results emphasized the importance of making decisions about choosing to be pregnant and positive emotions, and correlation of these with satisfaction in areas of marital life, as determinants of subjective well-being, mental health and quality of life of the pregnant woman. Keywords: subjective
Description: Orientação: Américo Baptista
URI: http://hdl.handle.net/10437/6866
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View Description
DissertaçãoMest ... esPedro - Versão Final.pdf 765.9Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account