Persistência em praticantes de atividade física regular e não praticantes

DSpace/Manakin Repository

Persistência em praticantes de atividade física regular e não praticantes

Show full item record

Title: Persistência em praticantes de atividade física regular e não praticantes
Author: Dabó, Nanci
Abstract: Para comparar os níveis de persistência em praticantes e não praticantes de atividade física, foi recolhida uma amostra de 277 indivíduos de ambos os sexos (95 homens e 182 mulheres), com idades compreendidas entre os 18 e os 70 anos, dos quais 130 eram praticantes de atividade física e 147 não praticavam qualquer atividade. Os instrumentos utilizados foram um questionário de dados sociodemográficos, a Short Grit Scale (GRIT-S – Duckworth & Quinn, 2009), a Subjective Happiness Scale (SHS – Lyubomirsky & Lepper, 1999), a Extended Life Orientation Test (ELOT - Chang, Maydeu-Olivares e D’Zurilla, 1997) e o Positive and Negative Affect Schedule (PANAS - Watson, Clark & Tellegen, 1988). Os resultados mostraram níveis significativamente superiores de persistência e felicidade subjetiva no grupo dos praticantes, não se tendo verificado diferenças significativas nos restantes instrumentos. Por outro lado, a persistência mostrou estar positivamente associada com a felicidade subjetiva, otimismo e afetividade positiva, e negativamente com o pessimismo e a afetividade negativa.In order to compare persistence levels in practitioners and non-practitioners of physical activity, we used a sample of 277 individuals of both sexes (95 men and 182 women), aged between 18 and 70 years, of which 130 were practitioners physical activity and 147 did not practice any activity. The instruments used were a demographic data questionnaire, the Short Grit Scale (GRIT-S - Duckworth & Quinn, 2009), Subjective Happiness Scale (SHS – Lyubomirsky & Lepper, 1999), the Extended Life Orientation Test (ELOT - Chang, Maydeu-Olivares and D'Zurilla, 1997) and the Positive and Negative Affect Schedule (PANAS - Watson, Clark & Tellegen, 1988). The results showed significantly higher levels of persistence and subjective happiness in the group of practitioners, and no significant differences in the other instruments. On the other hand, the persistence shown to be positively associated with subjective happiness, optimism and positive affectivity, and negatively related to pessimism and negaive affectivity.
Description: Orientação: Américo Baptista
URI: http://hdl.handle.net/10437/7986
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View
Temporario.pdf 12.34Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account