Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/7051
Título: Alterações bioquímicas em geriátricos: estudo retrospectivo em 95 cães
Autores: Faísca, Pedro, orient.
Mousinho, Sara Maria Afonso
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINÁRIA
GERIATRIA
BIOQUÍMICA
ANÁLISES CLÍNICAS
DOGS
GERIATRICS
BIOCHEMISTRY
CLINICAL ANALYSIS
CANÍDEOS
CÃES
CANIDS
MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINARY MEDICINE
Data: 2016
Resumo: Em Medicina Veterinária, a área de geriatria tem vindo a crescer como resultado da progressão tecnológica e educacional. Em animais geriátricos, os parâmetros bioquímicos são particularmente importantes, pois são indicadores de doença mais sensíveis do que os sinais clínicos ou achados do exame físico. Em Medicina Humana já foi documentado que os limites de referência de algumas análises bioquímicas podem ser diferentes em geriátricos, facto que ainda não foi descrito com precisão em Medicina Veterinária. O objectivo deste trabalho foi a caracterização de parâmetros bioquímicos numa população de cães geriátricos. Para isso, foram analisados 95 cães com idade igual ou superior a 7 anos , submetidos a consultas de geriatria ou cirurgias electivas, sem doenças pré-existentes ou queixas por parte dos proprietários, não submetidos a administração de medicações e com exame físico normal. O registo de informações relativamente a características intrínsecas (género, estado reprodutivo, idade, peso e raça) e realização de análises bioquímicas, nomeadamente alanina aminostransferase (ALT), fosfatase alcalina (ALP), glucose, creatinina e ureia, foram outros requisitos para participação neste estudo. Alterações bioquímicas significativas foram detectadas em 21.1% destes cães e foram diagnosticadas novas condições clínicas em 11.6%. As enzimas hepáticas foram os parâmetros com maior prevalência de alterações e foi possível encontrar relações significativas entre a bioquímica ureia e género, estado reprodutivo, idade e peso. Palavras-Chave:
In Veterinary Medicine, the geriatric field has been growing as a result of technological and educational progress. In geriatric animals, the biochemical parameters are particularly important, since they are more sensitive indicators of disease than clinical signs or physical examination findings. Human Medicine has already documented that the reference levels of some biochemical tests may be different in geriatrics, which has not been accurately described in Veterinary Medicine. This study aims to characterize the biochemical parameters in a population of geriatric dogs. For that purpose, 95 dogs with 7 years or more, who were submitted to geriatric consults or elective surgery.These dogs did not have pre-existing diseases and there were no complaints from the owners. They were not on medication and had normal physical examination. The intrinsic characteristics (gender, reproductive status, age, weight and race) registration and the performance of biochemical tests, namely alanine aminotransferase (ALT), alkaline phosphatase (ALP), glucose, creatinine and urea, were also essential requirements for participation in this study. Significant biochemical changes were detected on 21.1% of these dogs and new clinical conditions were diagnosed on 11.6%. The hepatic enzymes were the parameters with higher prevalence of alterations and it was possible to find significant relations between the biochemical indicator urea and gender, reproductive status, age and weight.
Descrição: Orientação : Pedro Faísca ; co-orientação : Luís Resende
URI: http://hdl.handle.net/10437/7051
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese - Sara Afonso Mousinho.pdfDissertação de Mestrado1.48 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.