Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/6021
Título: Ansiedade aos exames em estudantes universitários: relação com stresse académico, estratégias de coping e satisfação académica
Autores: Rosa, Joana Brites, orient.
Ferreira, Elisabete Sofia Dias
Palavras-chave: MESTRADO EM PSICOLOGIA, ACONSELHAMENTO E PSICOTERAPIAS
PSICOLOGIA
ANSIEDADE
ANSIEDADE AOS EXAMES
ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
STRESS
COPING
SATISFAÇÃO
ISE-E
RTT
BRIEF
COPE
QSA
TESTES PSICOLÓGICOS
PSYCHOLOGY
ANXIETY
EXAM ANXIETY
COLLEGE STUDENTS
STRESS
COPING
SATISFACTION
PSYCHOLOGICAL TESTS
Data: 2014
Resumo: O ensino superior é num primeiro momento marcado por muitas expetativas mas é também um longo percurso onde podem surgir situações problemáticas, diferentes consoante as etapas. O objetivo principal deste estudo foi o de compreender de que modo a ansiedade aos exames, por parte dos estudantes universitários, pode ser estudada, tendo em conta o stresse académico, as estratégias de coping e a satisfação académica. A amostra foi constituída por 187 estudantes da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, sendo a média de idades 24,0 anos (DP=7,56) para o sexo feminino e de 25,2 anos (DP=8,00) para o sexo masculino. Procedeu-se a uma caraterização sociodemográfica da amostra e recorreu-se à aplicação de quatro instrumentos: o Student Stress Inventory, SSI (Dobson e Metcalfe, 1983), o Reactions to Tests, RTT (Irwin G. Sarason, 1984), o Brief Cope, COPE (J. L. Pais Ribeiro e A. P. Rodrigues, 2004) e o Questionário de Satisfação Académica, QSA (Soares e Almeida, 2001). Conclui-se que ao nível do stresse académico, na variável exigências da vida académica as mulheres apresentam valores mais elevados do que os homens. Na incerteza face ao futuro, pressões avaliativas e pressões parentais não se verificaram diferenças estatisticamente significativas. A ansiedade aos exames mostrou-se correlacionada com o stresse académico, com algumas estratégias de coping e de forma negativa com a satisfação académica.
Higher education is at first marked by many expectations but is also a long way problematic situations may arise where, depending on the different stages. The main objective of this study was to understand the examinations that anxiety on the part of college students so can be studied taking into account the academic stress, coping strategies and academic satisfaction. The sample consisted of 187 students from of Lusófona University, with being average 24,0 (SD=7,56) for females and 25,2 (SD= 8,00) for the male. A socio-demographic characterization of the sample was carried out and four measures were used SSI (Dobson e Metcalfe, 1983), RTT (Irwin G. Sarason, 1984), COPE (J. L. Pais Ribeiro e A. P. Rodrigues, 2004) and QSA (Soares e Almeida, 2001). It was concluded that on the academic stress, women present higher scores on the variable demands of academic life than compared to men. It not was found significant differences in the uncertainty regarding future, evaluative pressures and parental pressures there were no statistically significant differences. The anxiety of the examinations showed to be correlated with academic stress, with some coping strategies and negatively with academic satisfaction.
Descrição: Orientação: Joana Brites Rosa
URI: http://hdl.handle.net/10437/6021
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Psicologia, Aconselhamento e Psicoterapias

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Elisabete Ferreira tese final.pdfDissertação de Mestrado748.23 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.