Diretrizes para um modelo de escritório de gerenciamento de tecnologia da informação com atuação estratégica provenientes de um estudo feito em quatro empresas sediadas em Brasília - Brasil

Miniatura indisponível

Data

2018

Título da revista

ISSN da revista

Título do Volume

Editora

Resumo

Gerar valor agregado à Governança de TI e valor estratégico para a organização a qual pertence, são desafios significativos enfrentados pelos Escritórios de Gerenciamento de Projetos (EGP) de Tecnologia da Informação (TI). Geralmente sua atuação se limita a uma visão operacional, pois a grande maioria dos clientes internos, notadamente os patrocinadores, não valoriza ou desconhece sua importância estratégica para a organização, o que pode ser comprovado por pesquisas recentes. As ofertas de modelos de abordagens estratégicas de EGP são poucas, abstratas e, geralmente, não levam em consideração o seu papel no direcionamento da Governança de TI. Percebendo o papel da Governança e o grau de alinhamento dos projetos às estratégias empresariais nota-se a real e latente necessidade de modelos de atuação estratégica destes tipos EGP’s. O objetivo deste trabalho foi contribuir para a Governança de TI de uma organização permitindo o alinhamento da TI às suas estratégias de negócio por meio da especificação de diretrizes de um modelo de atuação estratégica. A metodologia utilizada foi constituída por pesquisa bibliográfica, documental e por quatro estudos de caso em quatro organizações, sediadas em Brasília, que possuem esses tipos de EGP, com o objetivo de fundamentar a sua atuação. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados entrevistas e questionários, a saber: entrevistas com 12 coordenadores de escritórios de projetos e questionários com 53 especialistas em gestão de projetos. Este trabalho conclui que este tipo de EGP não considera sua capacidade estratégica e que a forma de atuação operacional é dominante.
Generating added value to IT Governance and strategic value to the organization to which it belongs are significant challenges faced by Information Technology (IT) Project Management Offices (EGP). Generally, its performance is limited to an operational vision, since the vast majority of internal clients, notably the sponsors, do not value or ignore its strategic importance to the organization, which can be proven by recent research. The offerings of EGP strategic approaches models are few, abstract, and generally do not take into account their role in directing IT Governance. Realizing the role of Governance and the degree of alignment of the projects with the business strategies, one notices the real and latent need of strategic models of these types of EGPs. The objective of this work was to contribute to the IT Governance of an organization allowing the alignment of IT with its business strategies by specifying the guidelines of a strategic action model. The methodology used consisted of bibliographic, documentary research and four case studies in four organizations, based in Brasília, that have these types of EGP, in order to base their action. Interviews and questionnaires were used as instruments of data collection, with interviews with 12 project office coordinators and 53 project management specialists who answered the questionnaires. This work concludes that this type of EGP does not consider its strategic capacity and that the form of operational performance is dominant.

Descrição

Orientação: António Augusto Teixeira da Costa

Palavras-chave

MESTRADO EM GESTÃO DE EMPRESAS, GESTÃO DE EMPRESAS, ESTUDOS DE CASO, GESTÃO DE PROJETOS, TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO, BALANCED SCORECAR, BRASIL, BUSINESS MANAGEMENT, CASE STUDIES, PROJECT MANAGEMENT, INFORMATION AND COMMUNICATION TECHNOLOGIES, BALANCED SCORECARD, BRAZIL

Citação