Biomedical and Biopharmaceutical research Vol.11 n.º2 (2014)

URI permanente para esta coleção:

Navegar

Entradas recentes

A mostrar 1 - 12 de 12
  • Item
    Reologia, eficácia clínica e sensorial de uma formulação baseada em silicone contendo extracto de pérola
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Marcon, Ana Flora V. S.; Wagemaker, Tais A. L.; Campos, Patrícia M. B. G. Maia
    Na medicina tradicional chinesa, acredita-se que o extracto de pérola pode nutrir a pele e prevenir o processo de envelhecimento. Assim, o objectivo deste estudo foi avaliar as características reológicas, os efeitos imediatos sobre a pele e as propriedades sensoriais de uma formulação cosmética à base de silicone contendo extracto de pérola. As formulações contendo extrato de pérola ou não foram foram submetidas a ensaios de estabilidade física por determinação do comportamento reológico durante 28 dias de armazenamento. Uma vez que as formulações se mostraram estáveis, elas foram aplicadas na região interna do antebraço de 15 indivíduos saudáveis do sexo feminino para avaliar as condições da pele usando técnicas não-invasivas. Após uma única aplicação, as formulações aumentaram o conteúdo de água do estrato córneo. Quando as formulações foram aplicadas no antebraço para a análise sensorial, a maioria dos voluntários notaram que ambas as formulações melhoraram todos os atributos sensoriais da pele, mas que apenas a formulação com extrato de pérola mostrou as maiores notas para todos eles. Os resultados sugerem que a formulação à base de silicone adicionada de extracto de pérolas pode combinar propriedades sensoriais únicas e eficácia para melhor atender a demanda dos consumidores.
  • Item
    Formulações com argila verde para pele acneica: avaliação da reologia e do sensorial
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Lungatto, Maria Cibelle Pauli; Silva, Silas Arandas Monteiro e; Lima, Andréa Cristina de; Venturini, Anna Cecilia; Silva, Vânia Rodrigues Leite e; Leonardi, Gislaine Ricci
    A acne é uma dermatose inflamatória que se desenvolve nos folículos polissebáceos, acometendo principalmente o início da puberdade. Entre os inúmeros ativos com finalidades dermatológicas e cosméticas, comercializados e prescritos, as matérias-primas de origem mineral vêm sendo muito almejadas nas formulações que visam tratar e/ou prevenir a acne. Esse trabalho teve como objetivo o desenvolvimento de preparações cosméticas acrescidas de Argila Verde e análise sensorial das formulações. Foram preparadas quatro formulações contendo a Argila Verde a 2,5 % e a 5 %, com a presença ou não de dimeticone. Amostras foram analisadas no tempo 0, 24 horas, 30 dias, 60 dias e 90 dias quanto ao seu comportamento reológico, utilizando reômetro tipo Cone & Placa (DVII + VISCOMETER – Brookfiel). Efetuou-se também a análise sensorial das formulações. Pode-se concluir que todas as formulações apresentaram comportamento pseudoplástico, e através da análise estatística verificou-se que não houve diferenças significativas da aceitação entre as formulações com ou sem dimeticone nos atributos: espalhabilidade, pegajosidade, cor e sensação após aplicação. No entanto, para o atributo odor, verificou-se que houve uma maior aceitação nas formulações acrescidas de dimeticone.
  • Item
    Síntese de líquidos iónicos derivados de benzoazóis e avaliação da sua atividade antimicrobiana
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Czekanski, Lukasz; Almeida, Tânia Vanessa Santos de; Mota, Joana Portugal; Rijo, Patrícia; Araújo, Maria Eduarda
    Uma nova classe de compostos químicos constituídos não por moléculas mas por iões, um catião orgânico e um anião orgânico ou inorgânico, tem atraído recentemente muita atenção. Quando estes novos tipos de sais estão no estado líquido, abaixo de 100 °C, são chamados líquidos iónicos (LI). Neste trabalho, é descrita a síntese de líquidos iónicos obtidos a partir de 2-mercaptobenzimidazol, 2-mercaptobenzoxazol ou o anião 2-mercaptobenzotiazol e o catião 1-alquil-3-metilimidazólio ou o catião colina. A atividade antimicrobiana destes LI sobre várias bactérias Gram-positivas, Gram-negativas e uma levedura foi avaliada.
  • Item
    Impacto da velocidade de agitação, contração de glicerina e de cloreto de sódio em nanoemulsões fotoprotetoras
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Silva, Débora Granemann e; Oliveira, Camila Areias de; Peres, Daniela D'Almeida; Pereira, Margarida; Pereira, Nicole; Almeida, Tânia Vanessa Santos de; Mota, Joana Portugal; Rosado, Catarina; Leite-Silva, Vânia Rodrigues; Velasco, Maria Valéria Robles; Baby, André Rolim
    Novas tecnologias que melhorem a aparência física e o sensorial de fotoprotetores podem ajudar a aumentar a continuidade do uso e o seu impacto em saúde. A utilização de nanoemulsões como veículos cosméticos para o desenvolvimento de fotoprotetores, torna-se uma vantagem, pois componentes nanoestruturados podem apresentar propriedades superiores quanto a sua performance em comparação a produtos convencionais. Do ponto de vista científico, as vantagens do uso da nanobiotecnologia na produção de nanocosméticos e formulações dermatológicas são concernentes à proteção de compostos quanto à degradação química ou enzimática, ao controle de sua liberação e ao prolongamento do tempo de retenção dos ativos cosméticos no estrato córneo. Este estudo pretende avaliar a influência de diversas variáveis no processo de desenvolvimento e avaliação da eficácia fotoprotetora in vitro de uma nanoemulsão contendo p-metoxicinamato de octila e benzofenona-3, obtida empregando o método da temperatura de inversão de fases (PIT). Os resultados demonstram que a velocidade de agitação, a concentração de glicerina e a do cloreto de sódio influenciam a temperatura em que a emulsão inverte de A/O para O/A (PIT) das formulações compostas de p-metoxicinamato de octila e benzofenona-3, entretanto, não influenciam o tamanho de partícula nem a eficácia fotoprotetora in vitro.
  • Item
    Explorando a microcirculação humana in vivo em diferentes condições de perfusão
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Silva, Henrique; Rosado, Catarina; Antunes, Joana; Rodrigues, Luís Monteiro
    Tecnologias não invasivas, como a Fluxometria por Laser Doppler (FLD) e a gasimetria transcutânea (tc), são úteis para avaliar a fisiologia da microcirculação in vivo. São usados testes de provocação, muitas vezes envolvendo fármacos, que alteram as condições de perfusão, possibilitando respostas dinâmicas e quantificáveis. O nicotinato de metilo (NM) é um potente vasodilatador, usado para testar a reatividade cutânea. O objetivo deste estudo foi investigar a reatividade microvascular ao NM no membro inferior sob diferentes condições de perfusão. A vasodilatação foi registada no pé de 15 indivíduos saudáveis, com uma idade média de 23,1±3,0 anos, através de (1) aplicação de NM na posição sentada, respirando ar e uma atmosfera saturada de oxigénio; (2) aplicação de NM, em supinação e durante a elevação da perna. O teste de Wilcoxon para amostras emparelhadas foi escolhido para a estatística comparativa, adoptando-se um nível de confiança de 95 %. Os resultados mostraram não existir diferença na magnitude da vasodilatação ao respirar oxigénio ou ar ambiente. No entanto, a amplitude da vasodilatação diminuiu significativamente quando o sujeito foi submetido a uma elevação da perna em supinação. Os resultados sugerem a utilidade deste modelo, incluindo NM para o estudo da reactividade microcirculatória da pele in vivo.
  • Item
    Níveis séricos e ingestão de zinco num grupo de meia-idade de mulheres Portuguesas que vivem na área de Lisboa
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Tavares, Nelson Rodrigues; Abreu, Sandra; Costa, S.; Miranda, A.; Rosado, Catarina
    O zinco é um micronutriente essencial, especialmente em relação ao seu impacto na função imunológica, massa óssea, função cognitiva e stresse oxidativo. A ingestão inadequada de micronutrientes pode afetar negativamente o estado nutricional. São escassos os dados relativos à ingestão e aos níveis plasmáticos de zinco em mulheres portuguesas. Neste estudo, foram avaliados os níveis plasmáticos e a ingestão em 17 mulheres de meia-idade que vivem na área de Lisboa. A ingestão alimentar foi determinada a partir de 4 recordatórios alimentares. Para a obtenção dos níveis séricos de zinco, foram colhidas amostras de sangue. Em relação à Dietary Reference Intake de zinco, a ingestão de zinco mostra inadequação; e os níveis séricos deficiência em zinco. Os resultados obtidos mostram uma deficiência de zinco neste grupo de mulheres.
  • Item
    Meios complementares de diagnóstico em Portugal: tomografia computorizada
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Crispim, Ricardo; Vieira, Ana Luísa
    O recurso à Tomografia Computorizada (TC) como meio complementar de diagnóstico tem vindo a aumentar no panorama internacional, de forma mais acentuada nos últimos anos. Apesar da reduzida preponderância dos exames de TC face aos outros exames de radiodiagnóstico, a TC caracteriza-se por contribuir grandemente para a dose efetiva. Estima-se que em Portugal a TC contribuí para 74 % da dose efetiva coletiva total. Esta revisão reúne dados sobre a evolução temporal do número de exames de TC em Portugal, enquadrada no contexto internacional, com base em fontes de literatura nacional e internacional. À semelhança da realidade internacional, concluiu-se que, em Portugal, o número de exames aumentou aproximadamente 10 % anualmente, entre 1995 e 2011.
  • Item
    Educação sobre proteção contra radiação solar para professores da educação infantil: uma contribuição para a promoção da saúde na escola
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Leonardi, Gislaine Ricci; Banin, Thais Mancini; Corazza, Fulvio Gabriel; Fegadolli, Claudia
    A prevenção primária do câncer da pele deve focar-se nas crianças , em especial, na escola e nos professores como elementos estratégicos. Este artigo descreve os resultados de um projeto de extensão de capacitação de professores de uma escola do município de Diadema (região metropolitana de São Paulo) para a educação sobre riscos da exposição solar e fotoproteção. A intervenção ocorreu a partir da investigação do conhecimento dos professores. Os resultados revelaram diversas lacunas em tópicos importantes - consequências do bronzeamento da pele; danos da exposição solar, além do câncer; proteção solar, além dos filtros solares; importância da proteção solar na infância; tipos de radiação e seus efeitos à saúde humana; critérios do uso de filtros solares. Com base nos resultados foi realizada intervenção educativa. Na última etapa realizou-se avaliação do conhecimento adquirido. O Grupo Focal e a análise de conteúdo, revelaram o impacto da intervenção educativa no conhecimento de professores, especialmente quanto aos tipos de radiação UV e fator de proteção solar, mas também alguns problemas. Em conclusão, a intervenção educativa de curta duração foi eficaz para transformar conceitos, mas não suficiente para atingir todos os objetivos, especialmente a transformação de conceitos ligados a aspectos culturais, os quais precisam de maior investimento educativo.
  • Item
    Segurança do doente em medicina transfusional
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Teles, Ana Isabel Simão
    A segurança do doente é uma área recente que tem vindo a ganhar terreno e bastantes seguidores. Nas duas últimas décadas, vários organismos internacionais têm desenvolvido iniciativas com vista a aumentar conhecimento nesta área. Pode considerar-se que a segurança do doente se debruça no estudo do impacto dos eventos adversos decorrentes da prestação de cuidados de saúde nos doentes. Esta dimensão é transversal a todas as áreas da saúde, pois em cada prestação de cuidados está sempre subjacente o binómio risco-benefício. E a medicina transfusional não é excepção. A segurança transfusional engloba não só a segurança do sangue e dos componentes sanguíneos como produto terapêutico, mas também a segurança do processo transfusional. Esse processo envolve um enorme conjunto de etapas e de intervenientes, o que gera uma complexa rede de interacções de processos e de profissionais multidisciplinares. Tal complexidade proporciona um “ambiente favorável” à ocorrência de eventos adversos. A maioria desses eventos é o resultado de erros que ocorrem ao longo de toda a cadeia transfusional e, podem ter um impacto negativo na saúde do doente. Os erros podem desencadear reacções adversas no doente com consequências variáveis, que podem ir desde situações ‘minor’, passando por diversos estados de morbilidade e, até à morte.
  • Item
    Prorrogações dos internamentos em Unidades de Cuidados Continuados Integrados por motivos não-clínicos : a percepção de profissionais de saúde sobre factores sociais no processo das altas
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Monteiro, Maria Carolina Juliana; Santos, Osvaldo; Costa, Maria do Céu
    O presente estudo tem por objetivo conhecer a percepção dos profissionais de saúde quanto à existência, de factores não-clínicos que se revelem como obstáculos à concretização das altas, nas Unidades de Cuidados Continuados Integrados (UCCI), e que contribuam para o aumento do número de internamentos prorrogados, após alta clínica. Seleccionou-se o grupo dos enfermeiros considerando a sua intervenção contínua e de proximidade para apoio na alta, quando declarada pelo médico. Trata-se de um estudo exploratório, qualitativo, utilizando um questionário auto-preenchido, com perguntas de resposta múltipla, aplicado a uma amostra de conveniência, aleatória, composta por 20 enfermeiros. Nos resultados predominam factores de ordem familiar: 60 % refere o insuficiente ou mesmo a total ausência de qualquer suporte familiar (45 %). Seguem-se motivos económicos (29 %), nomeadamente a insuficiência de rendimentos (85 %), motivos institucionais (29 %) por inexistência/ ausência de respostas sociais (50 %) e, muito próxima, a limitada capacidade das instituições para receberem utentes da REDE (45 %). Os motivos estruturais são para a maioria a ausência de condições habitacionais (65 %) e as barreiras físicas à mobilidade (55 %). Visando contribuir para soluções adequadas ao cenário emergente, aconselha-se o aprofundamento deste estudo, aplicando-o a todas as UCCI do país, de modo a reflectir e antecipar as estratégias de intervenção em cuidados continuados.
  • Item
    Os quatro discursos aristotélicos na medicina: ferramentas educacionais para médicos
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Angotti-Neto, Hélio; Bosi, Andreia; Jesus, Angela Regina Binda da Silva de
    Os quatro discursos aristotélicos (Poética, Retórica, Dialética e Lógica) compreendem toda a comunicação verbal humana e seu estudo, nas Humanidades Médicas, é um instrumento importante para a educação e a prática médica. Os discursos diferem conforme a sua intenção, forma, credibilidade e precisão e podem ser estudados para desenvolver diversos aspectos como a compreensão do paciente, a empatia, o desenvolvimento pessoal e a capacidade comunicativa. O respetivo estudo também pode estimular o raciocínio clínico e filosófico em geral. O estudo da poética inclui a Medicina Narrativa, literatura, estudos culturais, casos clínicos e artes. A Retórica inclui comunicação verbal e não verbal com o propósito de instruir e convencer o próximo. A Dialética inclui o raciocínio clínico e a pesquisa. A Lógica inclui o discurso cientifico, a análise discursiva e atividades pedagógicas. As obras aristotélicas permanecem como preciosos instrumentos para desenvolver um médico completo.
  • Item
    Alterações respiratórias nos pacientes com acidente vascular
    (Edições Universitárias Lusófonas, 2014) Ocko, Rita do Carmo Cabral de Jesus; Costa, Maria do Céu
    O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão de literatura sobre as principais alterações que ocorrem no sistema respiratório após o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e também sobre os efeitos de treino muscular respiratório nestes pacientes. A metodologia adotada foi a pesquisa de artigos através das bases de dados electrónicas (Pubmed, Scielo e Pedro) em língua portuguesa e inglesa relacionando os temas: alterações do sistema respiratório e métodos de avaliação e reabilitação da força muscular respiratória em indivíduos acometidos pelo AVC. Existe evidência científica de que indivíduos acometidos pelo AVC podem apresentar diminuição da força muscular inspiratória e expiratória. Estudos sugerem que o treino muscular respiratório, através de carga limiar, pode trazer benefícios quanto a melhora da função respiratória e da força dos músculos respiratórios. Porém, mais estudos devem ser realizados para o aprofundamento do conhecimento sobre os benefícios e efeitos a longo prazo da reabilitação respiratória em pacientes com AVC.